• Mateus Lamari

Teste Computadorizado da Pisada | Baropodometria

A baropodometria ou Teste computadorizado da pisada é um exame que avalia as pressões plantares (pressão sob a planta do pé) durante a marcha (caminhada). Além disso, ela determina o centro de pressão durante a caminhada, que identifica o tipo de pisada, instabilidades, impulso e outras alterações biomecânicas.


Esse exame é feito em movimento, o que permite a obtenção de dados legítimos e funcionais da pessoa. Ou seja, os valores obtidos com o exame refletem exatamente o que acontece com o pé da pessoa durante o dia, e, na existência de algum problema (dor ou lesão), esse tipo de exame e resultado pode fazer toda a diferença.



Há várias indicações para esse exame, entre elas; artrite, artrose, calos, fasciíte plantar, esporão de calcâneo, canelite, dedo em garra, pé diabético, joelho valgo e varo, pé cavo e plano, neuroma de Morton, metatarsalgia, síndrome do túnel do tarso, condromalácia patelar, lombalgias entre outras.


A Baropodometria tem como objetivos:


▪ Identificar os tipos de pés (cavo, plano ou normal) e tipos de pisada (supinada, pronada ou neutra); ▪ Identificar os picos de pressão plantar e tempo de contato com o solo durante a marcha; ▪ Identificar as rotações de quadris e o deslocamento do centro de gravidade do corpo e dos membros inferiores individualmente, ▪ Identificar as áreas de maior risco para o pé; ▪ Identificar as alterações biomecânicas das articulações dos pés, tornozelos, joelhos, quadris e coluna vertebral; ▪ Analisar a dinâmica da marcha bem como a distribuição das cargas de pressão durante as fases do passo; ▪ Verificar a postura do indivíduo na posição estática, bem como as disfunções funcionais do equilíbrio e estabilidade postural; ▪ Promover dados para que o fisioterapeuta oriente com precisão as melhores opções de calçados existentes no mercado esportivo; ▪ Auxiliar na prescrição e confecção de palmilhas posturais e ou esportivas personalizadas.



O baropodômetro


O exame é feito em um equipamento chamado baropodômetro. Esse é um equipamento de alta tecnologia, que funciona através de sensores que captam com precisão os pontos de pressão sob a sola do pé e os quantificam numericamente em unidade de pressão (quilopascal).


É realizado através de duas etapas:


Análise estática – o paciente parado em cima de uma plataforma durante um curto período pré-estabelecido.


Ocorre a avaliação e análise do tipo de pés (plano, cavo, normal), centro de gravidade e picos de maior pressão plantar.


Com base nessas análises, pode se evidenciar alterações estruturais e posturais e se o indivíduo possui um bom controle postural.


Análise dinâmica – o paciente vai caminhar sobre a plataforma sob o comando do fisioterapeuta. A partir daí, será possível determinar qual o seu tipo de pisada (pronada, supinada, normal), qua o centro de gravidade e quais alterações biomecânicas nas ações musculares durante a marcha.


Desta forma, o resultado da baropodometria auxilia o Fisioterapeuta a determinar se o paciente é portador de algum problema e de orientá-lo no uso correto e apropriado de tênis, palmilhas e outras órteses, além de auxiliá-lo em uma possível programação cirúrgica.



Analisando o resultado da baropodometria


O exame de baropodometria geralmente é indicado para pessoas que têm algum tipo de dor ou patologia nos pés, tornozelos ou joelhos. Isso porque o resultado do exame mostra eventuais concentrações de pressão na sola do pé (que podem causar dores como metatarsalgia e dor no calcanhar) e também o centro de pressão. Com ela é possível identificar alterações na pisada, como pisada para dentro (pronada) ou para fora (supinada), alterações no centro de massa e na propulsão durante a marcha. Esses detalhes podem causar dores no pé, como fascite plantar, e dores na coluna, quadril, no joelho e tornozelo.


Diante disso pode-se dizer que o mais comum em um exame de baropodometria é que ele seja feito após o aparecimento de alguma queixa (sintoma). O exame normalmente é procurado por iniciativa própria ou por recomendação de um médico ou fisioterapeuta.

Através do exame podem ser identificadas características (como áreas de hiperpressão ou desalinhamentos na pisada) que são fatores de risco para lesões e, nesses casos, o exame pode servir para prevenção de futuras lesões. Isso porque, diante dos resultados, um fisioterapeuta pode prescrever exercícios, ou uma palmilha sob medida que corrija os problemas e evite o desenvolver problemas.



Quem pode fazer a baropodometria?


A baropodometria é, então, um exame que pode ser feito por qualquer pessoa, seja por indicação médica ou não. Além disso, é um exame que é direcionado para aqueles que possuem algum sintoma (dor), mas também pode ser feito por pessoas que querem saber mais sobre seu pé e sua pisada e identificar fatores de risco para lesões, como também melhorarem seu desempenho/performance esportiva.


Identificado a causa da dor, a fisioterapia poderá utilizar protocolos que incluem a reeducação postural, alongamento e fortalecimento muscular para que a dor não retorne. Em alguns casos, como tratamento complementar, poderá ser prescrito as palmilhas posturais.


Na Clínica Lamari disponibilizamos atendimentos presenciais e online de todos os profissionais de saúde (Médicos, Fisioterapeutas, Fonoaudiólogos, Psicólogos, Terapeutas Ocupacionais, Educadores Físicos, Nutricionistas).


Whatsapp

Instagram

Facebook

Youtube

Spotify

Obrigado!

112 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
001.png