• Mateus Lamari

Aspectos Psicológicos e Psiquiátricos que Devem Ser Levados em Conta por Hipermóveis e Sedianos

Atualizado: 17 de Jun de 2020



Para iniciar, eu sigo aqui três pontos (três aspectos):


1° Ponto: É o que chamo de “Engano” – Eu atribuo este termo porque geralmente, os aspectos psicológicos na Síndrome de Ehlers-Danlos têm sido “despercebidos” ou “ignorados/negligenciados”, ou talvez, “mal interpretados”, o que ocorre com mais frequência.


2° Ponto: Seria o aspecto “Real” - e quão grande é a dimensão dos aspectos psicológicos relacionados à Síndrome de Ehlers-Danlos (SED) e o quanto vale a pena entender sobre isto: são estes aspectos somente negativos? Ou há algum lado positivo relacionado a isto?


3° Ponto: Nos dá soluções para superar estas dificuldades mentais e como tirar vantagens delas.


O que eu chamo de “Engano”, é que há dois problemas principais associados à SED.


O primeiro, é que geralmente, os problemas psicológicos associados à SED são desconhecidos ou até pior, ignorados. O segundo “Engano” seria somente associar a manifestação de SED às causas psicológicas. Isto é claramente atestado nas pesquisas de 2016, nas quais se mencionou que 97% da população diagnosticada, foi atestada pelos médicos, sendo portadoras de problemas psicológicas, o que é um grande engano.


Não há nenhuma relação entre os sintomas de sed e causas psicológicas. Isto acontece com muita freqüência, pois a maioria dos sintomas de SED são de natureza subjetiva, entre elas: dor, ansiedade, medo, dificuldade de respirar, enjôo, desmaio, leves dores de cabeça, fadiga, e estes são confundidos pois não tem uma natureza objetiva, sendo portanto mais difícil de lidar e de se explicar, porque os médicos geralmente tendem a dar mais atenção aos sinais “objetivos” do que aos “subjetivos” e isto de forma geral, produz um “sofrimento” psicológico o que é atestado como causa ao invés de manifestação. Portanto, permita-me insistir, “não há como atribuir uma única causa psicológica aos sintomas de SED”, claro que há muitos sintomas que são notados, mas nunca como “causas”, sejam portanto muito cuidadosos quanto a isto, não permitam que alguém atribua os sintomas de SED à problemas psicológicos.


Vamos falar do segundo ponto, o que é verdade e quão importante é a saúde mental relacionado ao Sedianos? Hoje, nós temos evidências suficientes que mais da metade de pessoas com SED sofrerão ou já sofreram de alguma forma de ansiedade, depressão, algumas vezes de disfunção alimentar, problemas de concentração, fadiga, não só atribuídos à dor ou problemas de musculatura, isto me parece ser o tipo de sofrimento central do SED.


E o por que disto? Isto está atribuído à exagerada sensibilidade que estes pacientes têm, eles sofrem muito mais com seus corpos, eles sentem mais intensamente seus corpos, eles se sentem constrangidos, tem problemas com comunicação e sociabilidade, portanto estão mais propensos à preocupações, e esta excessiva sensibilidade pode ser uma grande vantagem, mas talvez também, uma barreira à sobrevivência diária em suas vidas.


Finalmente, quero mostrar uma saída para esta situação, na verdade, o primeiro passo é estar apto a considerar “mente” e “corpo” um só. A medicina costuma dar mais atenção ao corpo do que a mente, pois eles se comunicam de forma distinta, mas em se tratando de SED, ambos os aspectos mental e corporal devem ser levados em consideração.


Nós já temos tratamentos excelentes para ambos, e eu ouso dizer que os problemas psicológicos ou psiquiátricos têm mais soluções ou tratamentos do que outros aspectos desta condição. Temos boas formas de reduzir a ansiedade e depressão, boas formas de orientar em como lidar com este problema e como criar melhores mecanismos de defesa, e acima de tudo, é muito importante dar a devida atenção e saber tirar vantagens disto, desta forma criar excelentes condições para enfrentar e progredir na vida. Geralmente, vemos estas pessoas com habilidades extraordinárias que sofrem também de EDS. Bem, isto já foi iniciado e nós devemos falar mais sobre isto. Pesquisas estão por vir...


Para mais dúvidas, sugestões e agendamentos, entre em contato pelos nossos números ou redes sociais:

Instagram

Facebook

Youtube

Spotify

Obrigado!

163 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo