• Mateus Lamari

Alterações dos Pés

O pé é uma parte do corpo extremamente importante para o ser humano, até porque é ele que sustenta o peso corporal e auxilia para o deslocamento do mesmo. O modo como cada pessoa pisa é determinado pelas características anatômicas daquele ser humano, e ainda pode ser influenciado por fatores externos. É uma estrutura complexa, com muitas articulações e vários graus de liberdade que desempenham um papel importante na nossa mecânica corporal.

O pé possui funções muito importantes: manutenção da nossa postura, suportar o peso do corpo e atuar como uma alavanca para impulsionar o corpo para frente durante uma caminhada ou corrida.



Aproximadamente 80% da população geral têm alterações nos pés, que podem muitas vezes ser corrigidas a partir de uma avaliação adequada. Para tanto é necessário saber se os pés estão sofrendo ou gerando alterações. As modificações dos arcos plantares e a sobrecarga sobre regiões específicas podem ser analisadas por um Fisioterapeuta especialista.

Os desequilíbrios musculares, através das sobrecargas e má distribuição do peso, alteram consideravelmente os arcos plantares, aumentando-os ou diminuindo-os. Comprometem suas funções de absorção de impactos, propulsão, equilíbrio e diminuem sua mobilidade.


TIPOS DE PÉ:

PÉ PLANO/PÉ CHATO: É a diminuição do arco plantar. Geralmente está associado ao desabamento do tornozelo para dentro (pisada pronada). O pé como um todo se encosta-se ao chão. Este desequilíbrio provoca rotação da perna e consequentemente a tendência a um joelho valgo. A estrutura óssea, os ligamentos, os músculos e tendões se apresentam alterados, seguindo a deformidade.

O pé plano pode ser congênito ou adquirido. Quando hereditário, apresenta uma acentuada frouxidão de ligamentos, as articulações apresentam grande mobilidade e o tendão calcâneo é curto. Quando adquirido é consequência de desequilíbrios musculares, postural, peso excessivo, fadiga muscular, uso de calçados inadequados e maus hábitos da marcha. Abordamos em nosso programa de educação postural, exercícios que reequilibrem a força das musculaturas afetadas, buscando seu reequilíbrio.


PÉ CAVO: Caracteriza-se pelo aumento do arco longitudinal, sua origem ainda não é definida, pode ser proveniente de uma doença paralítica, desequilíbrios posturais e musculares durante o período de crescimento, doenças neurológicas ou deformidades da coluna.


O paciente com pé cavo sintomático se queixa de dor no calcanhar e metatarsalgia por conta da maior pressão nesses locais, já que a elevação do arco longitudinal retira parte do apoio no mediopé. Além disso, com a redução da valgização normal do retropé na marcha, mais impacto é gerado no calcanhar, o que aumenta a queixa dolorosa em atividades de alto impacto.


Outra queixa frequente é a dificuldade de se adaptar a calçados, por causa da elevação do arco plantar. Calosidades podem aparecer nas áreas de maior atrito como calcanhar, planta do antepé e dorso dos dedos, quando existe deformidade em garra. Quando a pisada em varo é um componente importante, a sobrecarga lateral do pé pode gerar dor plantar sob o 4º e 5º metatarsos.


Entorses de repetição são uma queixa muito comum, que acontecem por causa da posição desfavorável do pé.


TIPOS DE PISADA:

PISADA SUPINADA: “Pisar para Fora”. Apresenta a queda lateral do arco transversal, o tendão calcâneo se entorta para lateral devido a uma sobrecarga desigual do peso nesta região do pé. Pode estar associado ao pé cavo e/ou a um joelho varo. De forma oposta à pisada pronada, a pisada supinada ocorre quando o pé faz contato com o chão primeiro com a parte externa da planta do pé. Devemos restabelecer equilíbrio dos músculos dos pés com exercícios específicos. Os problemas não surgem de imediato. Inicialmente, é comum ter bolhas, rachaduras e tendinites; e, posteriormente, lesões mais graves como joanete e artrose. Ocorre um desgaste maior da região lateral/externa do tênis. Em torno de 5% da população apresenta essa alteração.

PISADA PRONADA: “Pisar para dentro”. Apresenta queda medial do arco transversal, o tendão calcâneo se entorta para a medial. Pessoas que têm pisada pronada costumam desgastar a parte medial/interna do calçado. Pode estar associado ao pé plano e/ou a um joelho valgo. Cerca de 50% da população mundial tem esse tipo de pisada, ocorre quando o apoio do pé no chão é feito primeiro com a parte interna do pé.


PISADA NEUTRA: Ocorre quando o pé atinge o solo de forma uniforme, com o peso do corpo distribuído praticamente igualmente por toda a planta do pé. A pisada neutra tem por característica impulsionar a passada com toda a parte frontal do pé. Para muitos profissionais, esta é considerada a pisada mais correta por favorecer a absorção do impacto pelo corpo sobre as articulações e promover a propulsão. Por volta de 45% dos indivíduos tem esse alinhamento.

Lembrando que em casos extremos, a pronação pode acarretar desalinhamento dos tornozelos, joelhos e quadris. Uma forma de impedir que o quadro evolua a ponto de causar lesões é fazer o fortalecimento e reeducação das estruturas da região.


MAS ATENÇÃO:

Se feito o diagnóstico correto e precocemente, com manejo adequado do paciente, são raras as chances de evolução dos sinais e sintomas.


A Fisioterapia pode possibilitar através de fortalecimento dos músculos do pé, treino do movimento para melhor amortecimento de impacto, reeducação postural, redistribuição das cargas nos pés, alongamentos e melhora da estabilidade dessa complexa articulação. A aplicabilidade fisioterapêutica deve ser realizada por Fisioterapeutas com conhecimento amplo da anatomia e biomecânica do pé, para diminuir as chances de danos e falhas, respeitando todas as etapas de recuperação, o tempo de tratamento é variável de acordo com o tipo lesão e da necessidade ou não de procedimento cirúrgico.


Os tratamentos são cuidadosamente elaborados e aplicados com o objetivo de buscar a máxima recuperação no menor tempo possível. Para mais informações, entre em contato.


Instagram

Facebook

Youtube

Spotify

Obrigado!

2,754 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo